Uma das nossas principais preocupações com nossos filhos são as infecções, principalmente se houver a possibilidade de acarretar problemas em seu desenvolvimento.

 

Uma das infecções mais comuns é a de garganta, também conhecida como faringoamigdalite. Em sua grande maioria, ela é de origem viral e autolimitada, ou seja, causada por um vírus, de curta duração e sem maiores complicações. Porém existe uma pequena porcentagem dessas infecções que são de origem bacteriana, ou seja, causadas por bactérias, podendo acarretar consequências graves imediatas e ou futuras para os nossos filhos.

 É muito importante que, em conjunto com seu médico possamos avaliar e diferenciar uma da outra. Existem características dessas infecções que as tornam mais benignas, tais como, coriza, tosse, rouquidão e conjuntivite. Já se a infecção vier acompanhada de mal-estar geral, vômitos, febre elevada, vermelhidão e inchaço na garganta, pontos vermelhos e purulentos na região das amigdalas devemos recorrer mais rapidamente a avaliação médica para um melhor diagnóstico e tratamento do quadro.

 

No caso de forte suspeita de infecção bacteriana, devemos iniciar o tratamento o mais breve possível a fim de reduzirmos a chance de maiores complicações. Uma das complicações que queremos evitar é a febre reumática. Esta doença que ocorre como complicação da faringoamigdalite causada por um tipo especifico de bactéria. Essa patologia pode levar a alterações cardíacas, neurológicas e articulares as quais podem prejudicar o desenvolvimento destas crianças. A faixa etária mais acometida é entre os 5 e 18 anos, podendo ocorrer em até 5% destes jovens após uma faringoamigdalite bacteriana.

 

O tratamento é altamente eficaz e acessível, evitando não somente a evolução da doença, mas também o surgimento de complicações potencialmente incapacitante como o acometimento cardiológico, conhecido como cardite reumática. A cardite ocorre principalmente causando lesões em estruturas dentro do coração conhecidas como válvulas cardíacas. Há possibilidade, dependendo do grau da lesão, da necessidade de cirurgia cardíaca para a troca destas válvulas; incluindo a necessidade de novas cirurgias futuras.

 

Devemos ficar sempre atentos a todas as infecções de garganta, principalmente nesta faixa etária. Observar se há algum sintoma de alarme e se necessário, buscar o mais breve possível a avaliação de seu médico, com isso evitando complicações futuras.

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Mulher Maravilha: Os superpoderes da mulher atual.

July 17, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes

October 16, 2017

August 4, 2017

July 5, 2017

January 4, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Copyright 2016 by Mães Unidas de Niterói

Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram